12.5.14

Calendário Bolsa Família 2015, Unhas Decoradas 2015, Caderno do Aluno 2015

Calendário Bolsa Família 2015, Unhas Decoradas 2015, Caderno do Aluno 2015Calendários em uso na Terra são frequentemente os lunares, solares, luni-solares ou arbitrários. Um calendário lunar é sincronizado com o movimento da Lua; um exemplo disso é o calendário islâmico. Um calendário solar é sincronizado com o movimento do Sol; um exemplo é o calendário persa. Um calendário luni-solar é sincronizado com ambos os movimentos do Sol e da Lua; um exemplo é o calendário hebraico. Um calendário arbitrário não é sincronizado nem com o Sol nem com a Lua. Um exemplo disso é o calendário juliano usado por astrônomos. Há alguns calendários que parecem ser sincronizados com o movimento de Vênus, como o calendário egípcio; a sincronização com Vênus parece ocorrer principalmente em civilizações próximas ao equador.

http://consultaki.com/caderno-do-aluno-2015/

http://consultaki.com/calendario-bolsa-familia-2015/

http://consultaki.com/unhas-decoradas-2015/

Praticamente todos os sistemas de calendário utilizam uma unidade coloquialmente chamada de ano, que se aproxima do ano tropical da Terra, ou seja, o tempo que leva um completo ciclo de estações, visando facilitar o planejamento de atividades agrícolas. Muitos calendários também usam uma unidade de tempo chamada mês baseado nas fases da Lua no céu; um calendário lunar é aquele no qual os dias são numerados dentro de cada ciclo de fases da Lua. Como o comprimento do mês lunar não se encaixa em um divisor exato dentro do ano tropical, um calendário puramente lunar rapidamente se perde dentro das estações. Os calendários lunares compensam isso adicionando um mês extra quando necessário para realinhar os meses com as estações.

11.28.14

Tabela FIPE Motos

Se você esta procurando sobre preços de veículos, eu encontrei um site muito bom que fala um pouco de tudo sobre eles. O site fala sobre a tabela FIPE que é uma Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, ela realiza as pesquisas sobre os preços dos veículos nacionais no Brasil. Assim ela disponibiliza em seu site a média dos valores tanto para carros, motos e caminhões.Tabela FIPE 2015

A idéia do site Tabela FIPE é ser um guia que simplifica as pesquisas, reunindo informação de qualidade para ajudar as pessoas ao tomar uma decisão, ou ajudando de outra maneira, como simplificar pagamentos e etc.

Parece que, no futuro as informações serão atualizadas com os outros tipos de conteúdo que fala sobre carros, motos, caminhões etc. Gostei da idéia porque realmente não é fácil decidir qual veículo comprar ou quanto pagarei de IPVA, e os vendedores estão mais perdidos do que a gente, ou seja, o jeito é descobrir por conta própria e nada melhor do que alguém facilitar o trabalho fazendo a pesquisa por nós, não é mesmo?

Confira Mais

Sobre o Site

Clique aqui

Veículo, do latim vehiculum, é todo e qualquer meio de transporte existente. Seja motorizado ou não. Por quaisquer vias (terrestres, marítimas ou aéreas).

Veículos podem ser puxados por animais, como as carroças e carros de boi. No entanto, os animais não são chamados veículos mesmo quando eles são usados como meio de transporte.

Maioria dos veículos terrestres têm rodas.

11.20.14

Poemas de Amor, Frases Românticas, Cartas de Amor, Versos de Amor

Poemas de Amor, Frases Românticas, Cartas de Amor, Versos de Amor

Paixão (do latim tardio passio -onis, derivado de passus, particípio passado de patī «sofrer»1 ) é o termo teológico cristão utilizado para descrever os eventos e os sofrimentos — físicos, espirituais e mentais — de Jesus nas horas que antecederam seu julgamento e sua execução. Este evento, a crucifixão de Jesus, é um evento central às crenças cristãs.

As origens etimológicas da palavra estão no verbo grego πάσχω (“sofrer”)2 encontrado em passagens como Mateus 17:12 (e passagens paralelas em Marcos e Lucas – vide Transfiguração de Jesus), e Atos 1:3. O termo latino passio3 é usado para se referir ao sofrimento mortal de Cristo na Vulgata. O termo volta a aparecer no século II em textos cristãos para descrever precisamente as dores e o sofrimento de Jesus neste contexto. O termo “paixão”, que se originou do latim passio, acabou evoluindo para indicar outro significado, mais abrangente.

Ver Mais

Ver Mais

Ver Mais

Ver Mais

O termo “Agonia de Jesus” é usado de maneira mais específica, para se referir à Agonia no Jardim, a ação (grego: agon) de Jesus de orar antes de ser preso no Jardim de Getsêmani; de maneira semelhante a “paixão”, a palavra “agonia” acabou por evoluir e indicar um determinado estado de espírito.

Os trechos dos quatro Evangelhos que descrevem estes eventos são conhecidos como as “narrativas da Paixão”. O “Evangelho de Pedro”, apócrifo, também é uma narrativa da Paixão. No calendário litúrgico a Paixão é comemorada na Semana Santa, que se inicia no Domingo de Ramos e termina no Sábado de Aleluia.

11.20.14

Editor de Fotos, Baixar Musicas, Montagem de Fotos, Calculadora Online

Editor de Fotos, Baixar Musicas, Montagem de Fotos, Calculadora OnlineO Editor de Fotos, Baixar Musicas , Montagem de Fotos, Calculadora Online Pixlr Express é um dos melhores editores rápidos do mercado: ele vai muito além dos filtros e efeitos manjados, apresentando ferramentas realmente interessantes, como o Liquify, o Airbrush, um foco seletivo que permite Tilt-Shift e muito mais.

Não é preciso outra ferramenta para editar fotografias do dia a dia, o Pixlr Expressa dá conta de deixar as suas fotos mais bonitas e não é necessario baixar nada, já que ele funciona totalmente online. Uma vantagem do Pixlr Express é que ele permite a combinação de vários efeitos em uma só fotografia, algo que o Pixlr-o-matic não permite.

A qualidade de saída das fotos é ótima: os filtros apenas mexem nas cores, porém não danificam a qualidade das suas imagens, como acontece com outros programas similares. As colagens, por exemplo, são feitas em tamanho grande, para que você possa usar inclusive como papel de parede.

Ver Mais

Ver Mais

Ver Mais

Ver Mais

Anúncio do Anjo a José: «E o Anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos, dizendo: “José, filho de David, não temas receber a Maria tua mulher: porque o que dela nasceu, é obra do Espírito Santo.» (Mateus 1:20)
Fuga para o Egito: fuga para o Egito, por causa da perseguição movida pelo rei Herodes, que queria matar Jesus.
Jesus perde-se e é encontrado no templo (episódio também conhecido como Jesus entre os doutores): «Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, pela festa da Páscoa. Quando ele chegou aos doze anos, subiram até lá, segundo o costume da festa. Terminados esses dias, regressaram a casa e o menino ficou em Jerusalém, sem que os pais o soubessem. Pensando que ele se encontrava na caravana, fizeram um dia de viagem e começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. Não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém, à sua procura. Três dias depois, encontraram-no no templo, sentado entre os doutores, a ouvi-los e a fazer-lhes perguntas. Todos quantos o ouviam, estavam estupefactos com a sua inteligência e as suas respostas. Ao vê-lo, ficaram assombrados e sua mãe disse-lhe: «Filho, porque nos fizeste isto? Olha que teu pai e eu andávamos aflitos à tua procura!» Ele respondeu-lhes: «Porque me procuráveis? Não sabíeis que devia estar na casa de meu Pai?» Mas eles não compreenderam as palavras que lhes disse. Depois desceu com eles, voltou para Nazaré e era-lhes submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração. E Jesus crescia em sabedoria, em estatura e em graça, diante de Deus e dos homens.» (Lucas 2:41-52)

11.20.14

Bíblia Online, Dicionário Online, Frases de Deus

Bíblia Online, Dicionário Online, Frases de DeusPassagens Bíblicas é uma coleção de narrações do locutor e apresentador brasileiro Cid Moreira. Lançada em 1999, é composta de 24 discos que contam as histórias de aproximadamente 24 Livros dos 39 canônicos que compõem o Velho Testamento

Ver Mais

Ver Mais

Ver Mais

Anúncio do Anjo a José: «E o Anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos, dizendo: “José, filho de David, não temas receber a Maria tua mulher: porque o que dela nasceu, é obra do Espírito Santo.» (Mateus 1:20)
Fuga para o Egito: fuga para o Egito, por causa da perseguição movida pelo rei Herodes, que queria matar Jesus.
Jesus perde-se e é encontrado no templo (episódio também conhecido como Jesus entre os doutores): «Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, pela festa da Páscoa. Quando ele chegou aos doze anos, subiram até lá, segundo o costume da festa. Terminados esses dias, regressaram a casa e o menino ficou em Jerusalém, sem que os pais o soubessem. Pensando que ele se encontrava na caravana, fizeram um dia de viagem e começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. Não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém, à sua procura. Três dias depois, encontraram-no no templo, sentado entre os doutores, a ouvi-los e a fazer-lhes perguntas. Todos quantos o ouviam, estavam estupefactos com a sua inteligência e as suas respostas. Ao vê-lo, ficaram assombrados e sua mãe disse-lhe: «Filho, porque nos fizeste isto? Olha que teu pai e eu andávamos aflitos à tua procura!» Ele respondeu-lhes: «Porque me procuráveis? Não sabíeis que devia estar na casa de meu Pai?» Mas eles não compreenderam as palavras que lhes disse. Depois desceu com eles, voltou para Nazaré e era-lhes submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração. E Jesus crescia em sabedoria, em estatura e em graça, diante de Deus e dos homens.» (Lucas 2:41-52)

11.13.14

Desenhos Realistas

desenhos realistasQuando pensamos que não a nada mais incrível a surgir, as criatividades das pessoas surgem mais perfeitas que nunca. Surgem em formas de Desenhos Realistas, ou seja, são desenhos feitos com muita veracidade, realidade e com pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

Cada detalhe aos nossos olhos transmitem uma mensagem, uma recordação que meche com nossos sentimentos.

– Desenhos Realistas

Em geral as caricaturas é uma forma do desenhista se expressar, e no final se tornara uma obra de arte para aqueles que a vêem.

Em minhas buscas incessantes por um site que falasse sobre desenhos realista, fiquei fascinada ao encontrar esse site Desenhos Reais, criada pelo desenhista Bruno Santana que desde cedo já fez sucesso com suas obras. Encontrei diversas obras que me surpreenderam e tenho certeza que vocês também vão se encantar.

Pra ser sincera eu logo pedi a fotografia com maior tamanho disponível a A2. Pelo trabalho que ela deu a ser uma foto a dois, foi um desenho minucioso, mas que valeu a pena esperar. Inclusive chegou na mesma semana que eu fiz o pedido, mas consta de cada região o seu tempo de entrega. E os preços são para o bolso de todos, varia de 100,00 a 200,00, mas compraria de novo.

Ta ai minha dica, espere que gostem como eu gostei! Desenhos Realistas

| Posted in Sem categoria | Comentários desativados
11.12.14

Feriados Calendário 2015

Calendário 2015 com Feriados

O termo calendário hindu é um pouco confuso, pois ele se refere a um conjunto de calendários regionais da Índia, que se comportam de formas distintas, assim como o calendário nacional indiano.

O governo da Índia adota um calendário nacional, o Calendário hindu, em 1957 para unificar os cerca de 30 calendários existentes no país, usados para determinar festas religiosas hinduístas, budistas, jainistas, islâmicas. Embora coincida com o gregoriano na contagem de dias e nos anos bissextos, o novo calendário conta o tempo a partir da Era Saka, que corresponde ao ano 79 da Era Cristã.

Shupiran – Janeiro Kagueink – Fevereiro Chulpzk- Março Daimicu – Abril Daincutze – Maio Mathek- Junho Mithak – Julho Wienklug – Agosto Putzcagi-Setembro Muizsa- Outubro Klanzera- Novembro Loftiguei – Dezembro

Calendário 2015

O calendário islâmico ou calendário hegírico é um calendário lunar composto por doze meses de 29 ou 30 dias ao longo de um ano com 354 ou 355 dias. A contagem do tempo deste calendário começa com a Hégira – a fuga de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622. O mês começa quando o crescente lunar aparece pela primeira vez após o pôr-do-sol. Tem cerca de 11 dias a menos que o calendário solar.1

Este calendário baseado no ano lunar não corresponde aos calendários do ano solar. Os meses islâmicos retrocedem a cada ano que passa em relação aos calendários baseados no ano solar, como o Calendário Gregoriano, por exemplo. Uma vez que o calendário islâmico é cerca de 11 dias mais curto que o calendário solar, os feriados muçulmanos acabam por circular por todas as estações.

O ano atual para os islâmicos é o de 1435 (15 de novembro de 2013 a 4 de novembro de 2014). Normalmente, a notação utilizada é AH 1435, do latim Anno Hegirae (“Ano da Hégira”), similar à notação cristã AD.

Feriados 2015

De acordo com o Islã, só há dois feriados sagrados: o Eid ul-Fitr e o Eid ul-Adha. Eid significa “algo cíclico”, pois os dois Eids acontecem todo ano. As outras datas que se encontram abaixo não fazem parte do Islão e são inovações de acordo com a Sunnah do Profeta Muhammad (que Allah o exalte e lhe dê paz). As datas são:

– Data Hoje

11.3.14

Busca CEP Correios

Busca CEP CorreiosO endereço postal é a localização completa de um destinatário de correio. É escrito no envelope pelo expedidor do correio e permite ao serviço postal encaminhar e distribuir o dito correio. Os endereços postais obedecem a normas de apresentação próprias para cada país.

Estados podem ter seu nome escrito por extenso, abreviado de algum modo, ou totalmente abreviado para duas letras (SP = São Paulo, RJ = Rio de Janeiro, etc.)

Apenas cidades com mais de 60.000 habitantes têm CEP individualizados por ruas, estradas, avenidas, etc. Uma rua pode ter vários códigos postais (por lado dos números par/ímpar ou por segmento). Estes CEP vão de -000 a -899. Outras cidades têm apenas um CEP genérico com o sufixo -000. Os destinatários de grandes correspondência em massa (grandes empresas, condomínios, etc) têm CEP específicos, com um sufixo que varia de -900 a -959. Caixas Postais são enviadas para os escritórios dos Correios, com sufixos que vão de -970 a -979. Alguns assentamentos rurais têm Caixas Postais comunitárias com sufixo -990.

– Busca CEP Correios

– Busca CEP

– http://buscacepcorreios.com/

Código postal ou Código de Endereçamento Postal (CEP) é um código desenvolvido pelas administrações postais e criado com o intuito de facilitar o encaminhamento e a entrega das correspondências. Cada administração postal é livre de criar o código que melhor se adapte à realidade postal e administrativa do seu país.

Existem diversos tipos de código postal, quer puramente numéricos, quer misturando letras e números (por exemplo o código

Atualmente (Fevereiro de 2005) cerca de 117 dos 190 países que compôem a União Postal Uni

11.3.14

Tabela FIPE

Tabela FIPE 2015Se você esta procurando sobre preços de veículos, eu encontrei um site muito bom que fala um pouco de tudo sobre eles. O site fala sobre a tabela FIPE que é uma Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, ela realiza as pesquisas sobre os preços dos veículos nacionais no Brasil. Assim ela disponibiliza em seu site a média dos valores tanto para carros, motos e caminhões.

A idéia do site Tabela FIPE é ser um guia que simplifica as pesquisas, reunindo informação de qualidade para ajudar as pessoas ao tomar uma decisão, ou ajudando de outra maneira, como simplificar pagamentos e etc.

Parece que, no futuro as informações serão atualizadas com os outros tipos de conteúdo que fala sobre carros, motos, caminhões etc. Gostei da idéia porque realmente não é fácil decidir qual veículo comprar ou quanto pagarei de IPVA, e os vendedores estão mais perdidos do que a gente, ou seja, o jeito é descobrir por conta própria e nada melhor do que alguém facilitar o trabalho fazendo a pesquisa por nós, não é mesmo?

– http://tabela-fipe-nacional.com

– Visite o Site

– http://tabela-fipe-nacional.com/tabela-fipe-2015

Veículo, do latim vehiculum, é todo e qualquer meio de transporte existente. Seja motorizado ou não. Por quaisquer vias (terrestres, marítimas ou aéreas).

Veículos podem ser puxados por animais, como as carroças e carros de boi. No entanto, os animais não são chamados veículos mesmo quando eles são usados como meio de transporte.

Maioria dos veículos terrestres têm rodas.

11.3.14

IPVA 2015 SP MG RJ

IPVA 2015 RJ MG SP

O cálculo do valor venal de imóveis edificados residenciais segue a seguinte metodologia:
V = A . VR . I . P . TR
onde:
V = valor venal do imóvel;
A = área da edificação;
VR = valor unitário padrão residencial, de acordo com a Planta de Valores do Município;
I = fator idade (Tabela 1), aplicável em razão da idade do imóvel contada a partir do exercício seguinte ao da concessão do “habite-se”, da reconstrução ou da ocupação do imóvel se este não tiver “habite-se”;
P = fator posição (Tabela 2), varia conforme a localização do imóvel em relação ao logradouro;
TR = fator tipologia residencial (Tabela 3), de acordo com as características construtivas do imóvel, consideradas as suas reformas, acréscimos e modificações.

A título de exemplo, o Código Tributário Nacional regula alguns impostos que incidem sobre imóveis e que consideram o seu valor venal como base de cálculo:

“SEÇÃO II – Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU):

Art. 32. O imposto, de competência dos Municípios, sobre a propriedade predial e territorial urbana tem como fato gerador a propriedade, o domínio útil ou a posse de bem imóvel por natureza ou por acessão física, como definido na lei civil, localizado na zona urbana do Município.

Visite Aqui

Visite Aqui

Visite Aqui

Visite Aqui

Tratando-se de bens móveis, o melhor exemplo para se dar é o referente aos valores venais de veículos automotores. Sua apuração é feita com base nos preços médios de mercado, levando em conta o tipo, marca, modelo e ano de sua fabricação, servindo de base para o cálculo para o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA. Tais valores são arrolados em tabelas de valores venais emitidas anualmente por cada estado federado, pois destes também é a competência para sua arrecadação.

Porém, o que ocorre na prática é que os valores venais, em regra, não correspondem aos valores reais dos bens, isto é, aos valores que estes alcançam quando negociados em seus respectivos mercados.

Fonte Vocabulário Jurídico Vol. IV_Q-Z, 12ª ed., Rio de Janeiro, Editora Forense, 1993, p. 456.